sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Riki Marti

Para quem vai de Mira de Aire para Porto de Mós é impossível não reparar na enorme falésia no cimo da serra, as Ventas do Diabo ou Buracas da Mira, com duas enormes grutas. Já andava com ela fisgada há que tempos, com frequência passo por ali nos meus treinos de corrida e há uma placa compacta cheia de fissuras a meio da parede que me chama sempre a atenção.

Aproveitei uma passagem da amiga Marta e, aproveitando a embalagem que trazíamos dos Picos da Europa, abrimos uma bela via clássica. Bela, mais ou menos, a placa das fissuras é de facto muito boa, o resto nem por isso. A placa tem aí uns 10m de altura, para lá chegar há que escalar por entre blocos de dimensões consideráveis em equilíbrio precário e com ar perigoso. As protecções são fáceis de colocar e seguras, maioritariamente entaladores e aliens. A dificuldade rondará o V grau.
Início do primeiro largo





No fim da placa das fissuras

A primeira reunião é num pequeno patamar confortável. É montada sobre friends e deixei um piton a marcar a presença. O segundo largo de IV grau é sobre um amontoado de calhaus colados com musgo, é necessário muito cuidado, tudo se parece desmoronar.... . A segunda reunião é num patamar muito largo e é também montada em friends e entaladores, tudo muito clean. Daí uma trepada e a pé até ao caminho do carro. 
A via tem um total de 80m, 40m cada largo.
É uma via única na região, clássica e de dois largos, não havia para estas bandas. Gostei da aventura, a zona tem potencial para mais brincadeiras, principalmente desportiva, há uma via equipada por mim há uns tempos. 

Marta a terminar a via







Acessos e localização. De carro a partir da pizaria Vieira, perto das Grutas de Sto António, até às antenas de telecomunicações e daí a pé até à base da parede conforme o mapa do google.


Ver Riki Marti num mapa maior